segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

MINAS E NOMES (AMOR PERFEITO)


Aiuruoca, sul de MG, foto by Fernando Campanella

Seria Minas mais primal
em mantiqueira
mais sertão em buritis
mais ‘hermosa’ em mar
de espanha
mais com mar em paraty
mais saudade em ferrovia
mais moderna via fax?

Mais singela em capelinha
mais devassa em babilônia
mais barroca em marianas
mais latina in vino veritas
mais tupi em airuoca
mais sincrética
em nossas senhoras
de sabarabuçu?

Mais sangria em candeias
mais doída em mucuri?

Ou mais bahia em são francisco
mais mineira em turmalina
mais geral em maravilhas
mais criança em amanhece
em amor-perfeito
que Minas não é

Fernando Campanella

5 comentários:

  1. Obrigado, Ingrid, apareça sempre aqui em meu blogger, será muito bem-vinda.

    ResponderExcluir
  2. Emocionante!! E me lembro c clareza desse lindo poema sendo declamado pela Elisa, no Teatro Municipal no Fesprove de 2.007! Nossa, tá marcado na mente, a cena foi perfeita, o poema lindo e mereceu aplausos volumosos. Abraço, realmente lindo!!!

    ResponderExcluir
  3. A Elisa defendeu o poema com garra e beleza, realmente. Foi um momento emocionante. Obrigado pelos comentários. Vc é muito bem-vindo aqui.

    ResponderExcluir