segunda-feira, 16 de março de 2009

AO AMOR


Foto by Fernando Campanella


É na anunciação de galos-anjos da madrugada
que a terra acolhe teu nome
e as flores te comunicam em perfume
despertando o sono dos séculos.

É em intuições de estrelas mais raras
que os humanos te firmam
e se afastam da prepotência dos cetros.

Flor do sopro divino, natureza dos milagres,
Amor, és arquétipo de luz
a destilar do lodo todo o puro encanto.

Bendita a alquimia
dos que lustram minérios cansados
e à força de vida
te fazem despontar e crescer.

Fernando Campanella, 1984

Um comentário: