sábado, 23 de maio de 2009

AO VENTO


Foto by Fernando Campanella


Fica comigo, mas não posso pedir ao vento
que sopre ao alcance de meu ouvido,
ou à terra que abençoe nossos longos segredos

- nem mesmo da luz querer ouso
que se demore em meu abrigo.

Quando os dados lançados e até meu silêncio
contra toda certeza parecem que conspiram

- e caso os dedos do mundo
em suas unhas recurvas nos firam -

releva, e fica comigo, os anjos sabem mais alto
daquilo em que insisto, do que preciso.

Fernando Campanella

6 comentários:

  1. Sempre belas composições, é uma preciosa inspiração!
    Um abraço e boa semana

    ResponderExcluir
  2. Belissimo teu blog, poemas belissimos!

    Parabéns pelo talento!

    beijos meus!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado, Sonia. Obrigado, Alma Gemea, pela primeira visita. Fiquei imensamente feliz que tenhas gostado de meu blogger. Apareça mais vezes. Grande abraço para minhas duas amigas.

    ResponderExcluir
  4. Esse poema é simplesmente maravilhoso, acredito que um momento de grande e única inspiração, típica de grandes e talentosos pastores da escrita!! Lindo poema!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Tão lindo poema...e como é preciso relevar....!
    sabemos que não é difícil....basta tentar...
    nem vento e nem anjos,vão nos negar,realmente sabem mais alto...Que nos aceitem...assim,sem pretender alterar...ficar e se deixar amar e amar....

    ResponderExcluir