terça-feira, 22 de dezembro de 2009

IMAGEM DO DIA, E CAEIRO


Foto by Fernando Campanella

...E a criança tão humana que é divina
é esta minha quotidiana vida de poeta,
e é porque ele anda sempre comigo que eu sou poeta
sempre,
e que o meu mínimo olhar
me enche de sensação,
e o mais pequeno som,
seja do que for,
parece falar comigo...

(Alberto Caeiro, 'O Guardador de Rebanhos', poeta VIII.
Heterônimo de Fernando Pessoa)

8 comentários:

  1. dá pra sentir até o friozinho da manhã nesse lugar retratato...
    fernando, cê tem uma incrível sensibilidade.
    te celebro por isto.
    e por tudo o mais.
    abração do
    roberto.

    ResponderExcluir
  2. Singeleza de imagem.
    Soube captar bem a singeleza da paisagem.
    Caeiro: o olhar divino da criança é o olhar do poeta. Queria concordar - mas não é pretensão demais?
    Feliz Natal. Aleluia.

    ResponderExcluir
  3. Fernando,
    Maria Bethânia declama lindamente esse poema infindamente lindo do mestre Caeiro. Sua imagem é comoventemente linda uma declamação também, greenish valleys...

    Feliz Natal,
    Ramúcio.

    ResponderExcluir
  4. selinho 2010 para meu amigooooooo
    Venha buscar

    http://poesiasamoremio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. que lugar, fernando... e o texto, hein??! ser "xará" do outro fernando não deu outra, né??!!! rsrsrsrsrsr!!! brincadeirinha!!!! sua luz e talento são próprios, da sua essência!!!!

    bom passar por aqui... e como diz o próprio pessoa: "sinto-me nascido a cada momento para a eterna novidade do mundo."

    abraço imneso.

    ruby

    ResponderExcluir