sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

REQUIESCAT*


Foto by Antonio Carlos Januário

De meu mar, ofereço-te as ondas
e as praias que poéticas conchas te trazem.
Tais suaves mistérios te concedo, mais as algas
e as gaivotas que bicam tecidos de luz na tarde.

Povoados de ti, de mim,os barcos que chegam
e ardem.

Adere-te, pois, ao sal que a mim te chama,
cobre teus pés em espuma e encanto,
molha teu rosto
nas claras águas que o dia me abre.

(Sosseguem , minhas dorsais,
descanse, meu leviatã esconso).

Fernando Campanella


* Requiescat: palavra do latim, significando 'Descanse', usada na expressão 'Requiescat in Peace', 'Descanse em Paz'. Estas são palavras do ofício dos mortos, frequentemente escritas em lápides de túmulos.

6 comentários:

  1. Boa noite, Fernando.

    Estou encantada, aqui... Tanta coisa linda, que nem sei por onde começar!

    Tenho alguns poemas teus que conheci através da Madalena no meu Blog "Interlúdio". Agora que sei o caminho da fonte, postarei muitos outros!

    =)

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Flor. Eu sempre vi vc postando comentários lá no blogger da Mada. Então é muito bem-vinda a este cantinho aqui, onde quero fazer um espaço para pessoas sensíveis e afins. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Me querido amigo, o seu blog está maravilhoso! Tudo aqui está muito lindo, como a sua alma de artista e de poeta. Parabéns! Grande beijo.

    ResponderExcluir
  4. Fernando Campanella:

    "A sua sensibilidade encanta
    e seus versos descortinam
    grandes paisagens na imaginação.
    Sua fotos são poemas que cantam,
    festejam e embalam o coração."
    -Juli Ribeiro-

    Parabéns pelo seu lindo espaço!
    Um abraço faterno e feliz.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado, Sylvia e Juli, pelas presenças em meu cantinho aqui. Venham sempre, aqui é um espaço para pessoas sensíveis que apreciem a poesia, as imagens da alma.

    ResponderExcluir