terça-feira, 21 de julho de 2009

IMAGEM DO DIA


Abelha na lavanda ( alfazema) *
Foto by Fernando Campanella


Um aroma na varanda
uma cor que dança:
uma abelha na lavanda

Gosto de vir ao blogger como se fosse a um um livro antigo, amarelecido, a um alfarrábio, para nele deixar minhas impressões ou emoções do dia. Ou fazer deste diário eletrônico um registro de meus miúdos percursos por minha região, trazendo, além da poesia, algumas imagens que captei, acrescidas de informações, buscando mais que um painel objetivo, científico, um embelezamento da alma.

As crônicas de viagens de Hermann Hesse são para mim uma referência, fontes da mais doce inspiração, pois nelas, além das paisagens que observou, dos conhecimentos que obteve, há a beleza espiritual que sua alma percebeu, intuiu. No prefácio de seu livro 'Pequenas alegrias', o escritor confessa: "... Provavelmente conservo em mim, da velha tradição idealista, parcialmente um conceito do escritor como mestre, exortador ou pregador. Mas sempre imaginei isso menos como ensinamento do que como apelo para uma espiritualização da vida".

A foto da abelha na lavanda acima tem uma linda estória de viagem de descobertas por trás. Uma pequena grande estória vivida em um lugar que na memória hoje mais parece um sonho. Um intervalo suave, uma pausa, uma contemplação. E nas palavras do Hesse:

"Contemplação, não é pesquisa ou crítica; ela nada é senão amor. É o mais nobre e desejável da nossa alma: um amor sem desejo."

Fernando Campanella

* A lavanda, popularmente alfazema, do latim 'lavare' (lavar) é uma planta arbustiva do gênero Lavandula. É encontrada nas Ilhas Canárias, no norte e oeste da África, no sul da Europa e no Mediterrâneo, Arábia e Índia. Suas flores produzem um néctar abundante muito procurado pelas abelhas para a produção de um mel de alta qualidade. Seu óleo de suave fragrância já era utilizado na Roma antiga para banhos, aromatização de ambientes, e como curativo.

Fonte: Resumos de informações do site Wikipédia

2 comentários:

  1. Salve, Fernando. Aqui estou embelezando minha alma. Bela expressão você usou, e é isso: suas imagens, seus versos embelezam a alma.

    Ia lhe dizer que não disse nada do post anterior porque minha mulher disse e eu estava ao lado, somando as minhas palavras às dela, - depois vi que havia mais um post, um lindo poema, que não tinha visto. Mas deveria lhe agradecer também da citação de minhas palavras, como se fosse importante - talvez a ideia seja boa.

    Um abraço do amigo,
    José Carlos.

    ResponderExcluir