domingo, 12 de julho de 2009

VERSOS PARA MINAS


Foto by Fernando Campanella
(região de Pedralva, sul de MG)


O que me fica de Minas,
mais que os rumos das inconfidências,
são as ossadas azuis distantes de seus montes,
indecifráveis dinossauros férreos
incrustados na vastidão da alma...

Fernando Campanella

(Trecho de 'Versos para Minas'.)

2 comentários:

  1. Muito bom. Vontade de ler o poema inteiro. Vontade de fazer um poema - sobre Minas. Mas eu nunca fui lá - isso é um verso-poema de Drummond, eu fui a Minas e fiz meus poemas sobre Minas. Noventa por cento de ferro nas almas. Vontade de ler Drummond. Seu poema inspira, Fernando. Isso não é pouca coisa para se dizer de um poema. O seu pooema dá vontade de poesia. Obrigado.
    Abraços.

    ResponderExcluir