terça-feira, 4 de agosto de 2009

UM POEMA EM INGLÊS E SUA TRADUÇÃO


White lilac ( Lírio branco) by Heather from Flickr

INTERDICTA
(Anima interdicta
in saecula seculorum)

I’ve felt you come blind-folded
into the flanks of my night
bringing me a handful of buds:
roses, clovers and lilacs white.

But, o, poetry,
let’s seal it a secret -
all my captive birds fly
by your passing I saw

though men shall not be granted flowers
in our unscripted stone-aging law.

Fernando Campanella


INTERDICTA


(Anima interdicta
in saecula seculorum)

Eu te senti entrar de olhos vendados
pelos meus noturnos flancos
trazendo –me em mão cheia botões:
rosas, trevos e lírios brancos.

Mas, oh, poesia,
vamos tal segredo selar -
todos meus pássaros cativos voarem
à tua passagem eu vi

porém a homens não serão outorgadas flores,
insiste uma envelhecida lei das pedras
em ditar.

Fernando Campanella







4 comentários:

  1. Comentei ontem ou anteontem com a Sônia: Por que os homens não podem receber flores? A rua estava cheia de flores em exposição, e eu pensava: São para o dia dos pais. Por que não? Que envelhecida lei é essa? Os homens só merecem pedras?

    Mas o poemas é instigante. Ou por isso mesmo.

    Aquele abraço.

    ResponderExcluir
  2. "Mas, oh, poesia,
    vamos tal segredo selar -
    todos meus pássaros cativos voarem
    à tua passagem eu vi" Belíssimo!
    Ontem quis dizer-lhe quanto este poema me tocou mas o computador bloqueou...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. What do you think?

    "...But, o, poetry,
    let’s seal it a secret -..."

    All secrets become a poetry...

    I loved this poem, You are great! Hugs...

    ResponderExcluir