sexta-feira, 20 de novembro de 2009

MANTIQUEIRA MOUNTAINS


Foto by Fernando Campanella


Do alto destes montes, posso sentir a terra mais quieta, as cidades sem ruídos, as árvores desenhadas em antigas porcelanas chinesas lá embaixo. Destes cumes necessito para abstrair certa leveza da vida, uma energia menos carregada do humano.

Aqui, o silêncio é interrompido apenas pela canção interna do vento, ou por um pio rarefeito de um pássaro, sua mística atravessando o ar.

O mundo visto daqui é uma aquarela cambiando cores ao longo do dia. Ao longe, às vezes, alguma tempestade se encorpa, confunde céus e terra, e passa.

Quando desço destes refúgios, novamente sinto o arsenal das cores carregadas de nossos conflitos. Paciência, não trago ainda a vibração dos santos.

Bênção minha que no silêncio de minhas nascentes me inspiro, que em seus úmidos arcos de cores sobre os montes vez em quando me refrato.

Fernando Campanella

7 comentários:

  1. Prosa poética linda!

    Há um desafio para ti no meu blogue.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  2. Gostei da sua crônica, Campanella. Também tenho uma fixação pela montanha. O mar me fascina; o deserto, em contraposição, também; e a montanha como um prolongamento do deserto - estéril, seca, dura, uma incógnita, por mais que a conheçamos. Não, a minha montanha não se parece com a sua, pacífica, convite ao êxtase. Mas as duas montanhas podem se encontrar. Afinal, são as duas faces do homem. Duas faces da mesma moeda? O homem nunca é o mesmo - mas sempre tem duas faces. Uma voltada para Deus, outra para o diabo. Uma, para o nada, e outra, para o tudo. Etc., tec. Tudo nos lembra a grandeza da alma humana - alma da montanha. (alma/ lama...)
    Estou propenso a reflexões - ou a sua crônica.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Uma beleza Fernando!
    Também amo as montanhas!
    bj
    Gi

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Nossa senti os ventos de lá!

    "Aquele que galga as mais altas montanhas, ri de todas as teorias sérias e de todas as lúdicas"

    Espaço sinestesico.

    ResponderExcluir
  6. Este lugar é fantástico!! As vibrações de lá? Só quem já sentiu pode expressar! O arco de cores captado? Ele tem cores lindas, porque forma visto por olhos especiais, de uma maneira especial! Lindo texto! Parabéns!

    ResponderExcluir