segunda-feira, 2 de março de 2009

ESTAÇÃO


Foto by Fernando Campanella

A velha ordem se rompe
Parabólicas acolhem a pax americana -
A estação de Santa Rita resiste
Mas já é Minas fossilizando.

Fernando Campanella, 1992




6 comentários:

  1. Q lindo esse poema! Maravilhosa a foto da estação de trem de Santa Rita do Sapucaí? Muito bom gosto, quantas histórias por ali passaram? Abraços, perfeita composição, aliás ,mais uma das dezenas que temos por aqui...

    ResponderExcluir
  2. Descrição perfeita de alguns lugares que, felizmente, ainda existem. Esta imagem da estaçãozinha de Santa Rita, com esta iluminação divina, está maravilhosa! Uma dinâmica de movimento/estatico, que inspira.

    "O trem
    por aqui passou
    o tempo
    por aqui parou."

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado, Antonio Carlos. A estação de Santa Rita, e de Pouso Alegre, são referências importantes em minha infância. Litearatura é também resgate.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, Flor. Adoro esta interação que fazemos. Pode continuar enviando poemas que têm a ver com o que escrevo. Isso é muito bom. Olha, adorei este poemeto que vc me enviou. Vc o escreveu? Muito bom, curto, simples, com uma riqueza de significado, ritmo, evocações. Poesia, enfim. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Fernando.

    Também adoro essa interatividade! Gosto de escrever, sim, e tenho ousado alguns rabiscos, sem pretensões. Se quiser visitar, sinta-se a vontade, e me perdoe a simplicidade!

    http://rabiscosdegiz.blogspot.com/

    Ótimo final de semana!

    ResponderExcluir