quarta-feira, 10 de junho de 2009

INTERDICTA




(Anima interdicta
in saecula seculorum)

I felt you come blind-folded
into the flanks of my night
bringing me a handful of buds:
roses, clovers and lilacs white.

But, o, poetry,
let’s seal it a secret -
all my captive birds birds fly
by your passing I saw

though men shall not be granted flowers
in our unscripted stone-aged la
w.
Fernando Campanella

(Acima, trabalhos magníficos de minha amiga Leila Laderzi com um poema meu escrito em inglês e que não tive ainda a oportunidade de traduzir, ou melhor, de reescrever em nossa língua. Os pássaros das fotos são sabiás-do-Campo (Mimus Saturninus), comuns no interior de São Paulo e Minas Gerais. )

5 comentários: