terça-feira, 9 de junho de 2009

SELVAGEM


Foto by Fernando Campanella

(Poema dedicado a um jardineiro, meu amigo)

E Deus rogou as pragas:
braquearas
trevos
ora-pro-nobis -

após as chuvas
um sapo estufa
e a vida estica.

Um pardal corteja
a flor conspícua
da tiririca*.

Fernando Campanella



3 comentários: