quinta-feira, 22 de outubro de 2009

DOIS PÁSSAROS


Foto by Fernando Campanella

Por que faço da imagem
a pátria da minha vida?

(Fernando Campanella)

Dois pássaros voam
sobre o espelho quieto de um lago.

Seria mais visível
o que enxergo, as aves,
com meus olhos,

ou aquelas flautas moventes
que sonho
com os olhos quietos do lago?

Fernando Campanella

18.07.2007

9 comentários:

  1. Muito bonito este teu outro lado poético. Gostei muito dos textos! Abraço

    ResponderExcluir
  2. Meus olhos voaram como dois pássaros sobre o seu poema e se encantaram com a beleza desse lago.

    bjs

    ResponderExcluir
  3. O olhar é como as aves. Voa rasante o coração das coisas...
    Gostei imenso do poema.
    Um beijo, amigo.

    ResponderExcluir
  4. Um olhar adestrado enxerga a matéria dos sonhos, invisível e palpável... privilégio
    dos poetas e dos fotógrafos.

    Uma semana de paz!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Que maravilha de blogue!
    Será que podemos trocar links?
    Adorava poder ir lendo as postagens.
    Obrigada pela visita!
    bj

    ResponderExcluir
  6. O poema dá esta sensação de estar sobrevoando um sereno lago, quanta paz há nele...
    Um abraço, ótima semana

    ResponderExcluir
  7. Bom dia!
    Eu não tenho essa mini aplicação. Mas pode me seguir na mesma. Clica em «seguir este blogue» e pronto. No meu caso prefiro ter os amigos na barra lateral. Reparou? ...já lá está. Assim, com a minha enorme falta de tempo devido à profissão, etc, é-me fácil ver quem actualizou recentemente e visitar.
    Ah, também sou prof.ª
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. É demais, bem escrito, a imagem é maravilhosa, isto tudo se demonstra pelos lindos comentários! Grande abraço!

    ResponderExcluir