domingo, 25 de abril de 2010

MINIMALISMO I


Foto by Fernando Campanella


como reter o magma

de minhas mil e uma noites
em sombra e estrelas
amalgamadas?

Fernando Campanella


No 'Música de Fundo, acima, à direita, temos a peça 'Music for 18 Musicians', (Música para 18 Músicos). Seu autor, Steve Reich, é considerado um dos mais importantes representantes, ao lado de Philip Glass, do movimento minimalista na música.

'Numa reação contra a sofisticação intelectual da música moderna os compositores minimalistas passaram a adotar um estilo simples e literal e dessa forma criaram uma música extremamente acessível. Na obra de La Monte Young e Morton Feldman, por exemplo, o tratamento tradicional da forma e da evolução foi substituído pela exploração do timbre e do ritmo, elementos musicais estranhos aos ouvintes ocidentais.

Outro grupo de compositores, Philip Glass, Steve Reich... foi influenciado pela música da Índia, de Bali e da África Ocidental.' (Encyclopaedia Britannica do Brasil Publicações Limitada)

Esta peça de Steve Reich no 'Música de Fundo' apresenta, basicamente, a repetição da sequência melódica levada às últimas conseguências. Tem um poder hipnótico, assemelhando-se a mantras de meditação.

4 comentários:

  1. A noite tem o poder de nos induzir e nos fazer abandonar às influências celestes...
    Pelo menos é assim para mim.

    Tive que recorrer ao dicionário para tentar decifrar o q senti ao ler a sua POÉTICA.
    Meus sentimentos ficaram encantados e foram afetados, mas não traduzidos.

    Não sei se isso é bom ou mal, mas foi assim.
    Rsrsrssss........


    *.*

    ResponderExcluir
  2. É demais!!!! Lindo ao extremo!! E a safra??? Tá cada vez melhor e mais seleta :) Abraço!

    ResponderExcluir